Camarões

Posição no ranking:

43

Camarões
  • Tipo de Perseguição Opressão islâmica, paranoia ditatorial, corrupção e crime organizado, opressão do clã, protecionismo denominacional
  • Pontuação na pesquisa
    66
  • ReligiãoCristianismo
  • CapitalYaoundé
  • População28,6 MILHÕES
  • População cristã17,6 MILHÕES

Doe agora!

R$

Como é a perseguição aos cristãos em Camarões? 

A disseminação da ideologia extremista islâmica continua acelerando, principalmente na região Norte do país, onde há uma imensa população muçulmana. Isso significa que a conversão do islamismo para o cristianismo é mais perigosa do que nunca. Nessa região de Camarões, novos convertidos são muitas vezes forçados a praticar a fé em segredo, e ter sua própria Bíblia e qualquer literatura cristã pode levar a ameaças e agressões. Revelar a fé em Jesus para membros da família ou da comunidade coloca o convertido em um risco significativo. 

A ameaça iminente do Boko Haram e do Estado Islâmico da Província da África Ocidental (ISWAP, da sigla em inglês) no extremo Norte também é uma preocupação. Cristãos nessa parte de Camarões enfrentam a possibilidade de sequestro, violência sexual, deslocamento forçado e morte. Além disso, atividades da igreja são severamente interrompidas – muitas igrejas são incapazes de funcionar devido a ataques e deslocamento, junto com a pressão do governo. 

A instabilidade política também é uma preocupação para cristãos, porque significa que são cada vez mais vulneráveis. Combates em andamento entre governo e grupos rebeldes têm afetado a igreja – com alguns grupos rebeldes fazendo cristãos de alvo. E a crise humanitária na vizinha República Centro-Africana (RCA) tem criado um estado de agitação. Muitos cristãos da RCA fugiram e solicitaram refúgio em Camarões. Isso cria novas dificuldades para cristãos refugiados e para cristãos de Camarões, que buscam seguir a Jesus apesar do caos do conflito atual.  

A palavra de Deus é a fonte da minha esperança e força. O Boko Haram tirou minha alegria quando queimou minha Bíblia. 

Rukayyatu (pseudônimo), cristã do extremo Norte de Camarões que teve a vila atacada pelo Boko Haram 

Como as mulheres são perseguidas em Camarões? 

No extremo Norte de Camarões, cristãos experimentam ataques regulares dos grupos extremistas Boko Haram e ISWAP. Para mulheres, isso significa que são alvo de sequestro, casamento forçado, prostituição e violência sexual. Ex-cativas contaram que foram pressionadas a renunciar à fé em Jesus e aceitar o islamismo. Há até mesmo relatos de meninas cristãs que foram forçadas pelo Boko Haram a agir de forma suicida com bombas.  

A falta de um governo forte torna o problema pior. O presidente Paul Biya está no poder desde 1982. Entre as acusações de corrupção e de impedir o trabalho de grupos de direitos humanos, grupos militantes, como o Boko Haram, ganharam uma base para ataques a civis no extremo Norte, com cristãos sendo um alvo precioso. Além de relatos de violência sexual de militares e outros grupos armados. 

Além disso, mulheres cristãs de origem muçulmana ou animista são pressionadas pela família e pela comunidade, que muitas vezes não permitem que as convertidas se encontrem com outros cristãos ou vão à igreja. Mulheres solteiras correm risco de casamento forçado com muçulmanos, e há muitos casos de prisão domiciliar de meninas e mulheres, principalmente na região norte do país. Convertidas casadas podem ser divorciadas do marido, perder a guarda dos filhos e a herança, e até serem expulsas de casa. 

Como os homens são perseguidos em Camarões? 

Na região do extremo Norte, homens, principalmente líderes de igrejas, são alvo de grupos extremistas como ISWAP e Boko Haram. Grupos armados como esses sequestram, torturam e usam homens para trabalho forçado, bem como os recrutam à força. Todas essas injustiças criam um vácuo para famílias cristãs quando o provedor principal – que culturalmente é o homem – é levado, deixando a família vulnerável a ataques adicionais. 

Além disso, homens cristãos enfrentam discriminação e tratamento injusto na esfera pública, principalmente quando se opõem à corrupção no local de trabalho ou criticam o governo. Homens convertidos ao cristianismo também enfrentam pressão de membros da família e da comunidade, que podem negar a herança ou rejeitá-los. 

O que a Portas Abertas faz para ajudar os cristãos em Camarões? 

A Portas Abertas trabalha por meio de parceiros locais para fortalecer os cristãos perseguidos em Camarões ao prover ajuda emergencial, cuidados pós-trauma, projetos de desenvolvimento socioeconômico e cuidado espiritual para novos cristãos. 

Como posso ajudar os cristãos perseguidos em Camarões?  

Além de orar por eles, você pode ajudar de forma prática doando para o projeto da Portas Abertas de apoio aos cristãos perseguidos que enfrentam maiores necessidades. 

QUERO AJUDAR

Quem persegue os cristãos em Camarões? 

O termo “tipo de perseguição” é usado para descrever diferentes situações que causam hostilidade contra cristãos. Os tipos de perseguição aos cristãos em Camarões são: opressão islâmica, paranoia ditatorial, corrupção e crime organizado, opressão do clã, protecionismo denominacional. 

Já as “fontes de perseguição são os condutores/executores das hostilidades, violentas ou não violentas, contra os cristãos. Geralmente são grupos menores (radicais) dentro do grupo mais amplo de adeptos de uma determinada visão de mundo. As fontes de perseguição aos cristãos em Camarões são: grupos religiosos violentos, líderes religiosos não cristãos, redes criminosas, cidadãos e quadrilhas, parentes, oficiais do governo, líderes religiosos cristãos, líderes de grupos étnicos. 


P
edidos de oração de Camarões 

  • Ore para que a violência acabe, principalmente na região do extremo Norte. Interceda para que Deus leve a paz que só ele pode dar. 
  • Peça a Deus que ajude as vítimas de violência a encontrarem conforto e restauração. Clame para que eles saibam que Deus é um pai que cura aqueles que andam com ele. 
  • Rogue a Deus para que faça da igreja em Camarões um lugar de paz, esperança e estabilidade em um país com crescente insegurança e violência. 

Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco