Raio-x da violência aos cristãos

Entenda os índices de violência a cristãos na Lista Mundial da Perseguição

Portas Abertas • 31 jan 2024


Milhares de cristãos enfrentam ataques violentos todos os anos (foto representativa)

Milhares de cristãos enfrentam ataques violentos todos os anos (foto representativa)

Anualmente, a Portas Abertas realiza a pesquisa da Lista Mundial da Perseguição (LMP). O período de pesquisa da LMP 2024 foi de 1 de outubro de 2022 a 30 de setembro de 2023. Um dos índices que mais causa impacto nos dados é o de violência. Ele inclui todo tipo de agressão direta que um cristão possa sofrer por crer em Jesus, como prisões, casas atacadas, violência sexual e ataques a edifícios e templos das igrejas locais 

 

Você pode ter um panorama desse contexto na página Violência. A seguir, encontre detalhes e esclarecimentos de possíveis dúvidas sobre esse assunto.   

 

Qual o país mais violento para cristãos?  

A Nigéria é a nação onde cristãos são mais atingidos pela violência. A nação ocupa a primeira posição na maioria dos tipos de violência (assassinatos, sequestros, abuso sexual e outros) nos últimos anos. Os grupos jihadistas que atuam no Oeste Africano, como o Boko Haram, os extremistas fulani e o ISWAP, buscam extirpar a presença cristã do país.   

 

Eles atacam comunidades inteiras, matam os líderes cristãos e incendeiam as igrejas. Dessa forma, as comunidades cristãs ficam sem liderança, sem templo e assustadas. A outra estratégia é a violência sexual, que tira o valor social das mulheres perante a comunidade. Apesar de serem vítimas de um abuso, a perda da virgindade é considerada uma vergonha para as jovens, não para os abusadores.   

 

Essa estratégia permite que as famílias cristãs sejam abaladas e as cristãs não se casem, consequentemente, não tenham filhos, nem formem novas famílias cristãs. Os efeitos dos ataques são tão intensos, que muitos escolhem fugir da região e deixam as igrejas e casas atacadas para trás, para começar uma nova vida.   

 

O que são ataques a propriedades públicas cristãs?  

São ataques a propriedades (terrenos, hospitais, escolas, universidades, asilos) de igrejas locais que funcionam como instituições públicas, ou seja, atendem toda a população local, sem acepção, contemplando alguma necessidade pública comum.  

 

Escola cristã no Iraque 

Em muitos países, a presença cristã é visível nas instituições públicas. Igrejas e comunidades cristãs fundam escolas, asilos e hospitais em regiões negligenciadas e oferecem atendimento público e acessível nesses espaços.   

 

A maioria dessas propriedades é administrada pelas igrejas e, por causa desse vínculo, são alvos de ataques de extremistas. As ações dos extremistas nesses locais envolvem bombardeios, saques, incêndios e confisco das instituições.   

 

O que são ataques a propriedades privadas cristãs?  

As propriedades cristãs privadas são estabelecimentos, lojas e outras instituições com fins comerciais, de interesse particular, que pertencem a algum cristão. Então pequenas vendas, roças com plantações e fábricas que pertencem a cristãos fazem parte dessa categoria. 
 

  O salão da cristã Farah, destruído por radicais, foi reconstruído com o apoio da Portas Abertas 

Esses locais são alvos de ataques porque são responsáveis pelo sustento de famílias cristãs. Porque não negam a Jesus em comunidades ou países fechados, as lojas e as plantações de cristãos são destruídas para que eles não sobrevivam e assim decidam abandonar a fé em Cristo. A Portas Abertas atua ajudando muitas viúvas e outros cristãos que perderam a fonte de renda familiar a estabelecer um pequeno negócio, mantendo a sobrevivência e testemunhando o cuidado de Deus à família e servindo ao próximo com os bens que obtêm.   

 

O que é considerado abuso físico e mental a cristãos?  

Xingamentos, difamação e discriminação no trabalho ou escola são algumas das formas que caracterizam o abuso mental a cristãos. Esse tipo de ação é acompanhado de um contexto de pressão, com outras áreas da vida do cristão afetadas. Muitos jovens cristãos, nas escolas e universidades, são vítimas desse tipo de agressão, direta e pessoal, muitas vezes pública, cujo objetivo é constrangê-los e puni-los por serem seguidores de Jesus.   

 

Por que tantas igrejas são fechadas na China?  

Na China, as igrejas são vistas como ameaças à unidade nacional e aos interesses do país. Por isso, as autoridades exigem um registro para que as igrejas funcionem e fecham todas as congregações que não atendam às exigências ideológicas do Estado.   

 

Fachada de igreja na China 

Na prática, apenas igrejas vinculadas ao Movimento Patriótico das Três Autonomias funcionam regularmente e vivem sob constante vigilância, especialmente no ambiente virtual. Igrejas domésticas, reuniões online e até mesmo Bíblias em áudio podem ser confiscadas pelas autoridades.   


Na Lista Mundial da Perseguição 2024, a China continua com o maior número de igrejas fechadas. Isso porque muitas igrejas domésticas, congregações secretas de cristãos nas áreas em que as igrejas são censuradas pelo governo, foram alvos de diversas restrições.
 


O ato de adorar a Deus, se reunir em cultos cristãos, é visto como uma irregularidade. E como muitas dessas igrejas domésticas cresceram, a ponto de ter centenas e algumas milhares de membros reunidos semanalmente, as autoridades conseguiram descobri-las e fechá-las. Ainda assim, o evangelho continua se espalhando e crescendo no continente chinês. Veja detalhes no 
artigo 

 

A diminuição dos números de violência significa que a perseguição diminuiu?  

Não. Muitas vezes, os dados de violência diminuem porque o acesso a cristãos em certos países se tornou mais difícil, ou seja, menos pessoas conseguiram responder ao questionário da Lista Mundial da Perseguição.   

 

Outra possibilidade é a de que a diminuição seja relacionada a novos casos ou características temporárias, como o exemplo da Nigéria. O número de sequestros continua alto, mas o gráfico de cristãos sequestrados é menor na pesquisa da Lista Mundial da Perseguição 2024 porque o país estava em eleições no período da pesquisa, o que afetou o número de casos temporariamente.  

 

Por que cristãos são presos?  

Cristãos são presos nos países da LMP porque a fé em Jesus é considerada uma blasfêmia para a religião predominante ou porque alguma característica da prática da fé cristã é considerada uma ameaça para a ideologia nacional, como demonstram os campos de trabalho forçado na Coreia do Norte e os cristãos presos por protestar contra irregularidades do governo na Nicarágua.   

 

Na Índia, o país onde mais cristãos foram presos no perído de pesquisa da LMP 2024, a conversão ao cristianismo é considerada uma traição à religião tradicional do país, o hinduísmo. Por isso, pastores e evangelistas são presos sob denúncia de pagar para as pessoas se tornarem cristãs ou sob outras falsas denúncias.   

 

Na Eritreia, cristãos podem ficar presos por décadas  

No contexto islâmico, o mesmo acontece com cristãos de origem muçulmana que deixaram o islamismo para seguir a Cristo. Em países como a Eritreia, cristãos que se reúnem fora das igrejas registradas, que são vigiadas pelo governo, podem ser presos durante décadas.  


Qual a diferença entre sequestro e desaparecimento forçado?  
 

desaparecimento forçado é quando agentes do governo ou grupos terroristas raptam pessoas com o objetivo de tirá-las de cena, sem intenção de resgate. Essa estratégia é usada para silenciar líderes cristãos e deixar igrejas desamparadas de seus pastores. Nesses casos, a probabilidade de retorno das vítimas é pequena. Um dos casos mais conhecidos é o do pastor Koh 

 

Já os sequestros, são raptos com a intenção de obter vantagens e com grande possibilidade do retorno das vítimas. O objetivo nesses casos, além de obter dinheiro ou vítimas para abusos sexuais, é causar temor nas comunidades cristãs que se percebem vulneráveis ante as ações de grupos extremistas, tanto na Colômbia, na República Democrática do Congo e em muitas outras nações.  

 

Por que alguns países têm dados de violência ocultos?  

Alguns países são tão fechados ao evangelho que mesmo a pesquisa da Lista Mundial da Perseguição é difícil e perigosa de ser feita. Por isso, nesse caso, obtemos estimativas conservadoras, ou seja, menores do que a realidade e mantemos os dados em sigilo para proteger os cristãos nessas regiões.   

 

Conheça os ataques mais marcantes à Igreja Perseguida nos últimos anos no artigo e entenda, por meio da Lista Mundial da Perseguição 2024, como está a perseguição aos seguidores de Jesus atualmente. Baixe agora! 


Sobre nós

A Portas Abertas é uma organização cristã internacional e interdenominacional, fundada pelo Irmão André, em 1955. Hoje, atua em mais de 60 países apoiando cristãos perseguidos por causa da fé em Jesus.

Facebook
Instagram
Twitter
YouTube

© 2024 Todos os direitos reservados

Home
Lista mundial
Doe
Fale conosco